Dúvidas sobre quando trocar fogão? Confira as respostas aqui!

8 minutos para ler

Você sabia que existem sinais que evidenciam a necessidade de trocar determinados eletrodomésticos, incluindo quando trocar fogão? Os eletrodomésticos, assim como grande parte dos bens materiais, possuem um específico tempo de vida útil.

Normalmente, esse período varia de acordo com o equipamento, a frequência de utilização, os cuidados que ele recebe ao longo do tempo e a marca do item, mas existem sinais que ajudam a perceber que chegou a hora de adquirir um produto novo.

Por isso, vamos desenvolver mais sobre o assunto e sanar todas as suas dúvidas relacionadas à troca do fogão. Se você tem interesse, continue com esta leitura e aproveite cada informação!

Quais são os sinais que evidenciam a necessidade de trocar um fogão?

Com o tempo, é normal que alguns pequenos problemas relacionados ao elevado tempo de uso comecem a surgir em eletrodomésticos. Agrupados, eles evidenciam a necessidade de trocar o velho item por um novinho, que possivelmente vai te oferecer mais conforto e praticidade no dia a dia. Os sinais mais comuns são:

  • chama baixa ou que se apaga constantemente, que pode estar relacionada ao fato de os bicos injetores estarem obstruído ou sujos;
  • chama amarela, que também pode estar relacionada com a obstrução dos injetores ou com a danificação e o mal encaixe dos queimadores;
  • acendimento automático que não funciona, normalmente associado à sujeira e ao mal encaixe dos queimadores, à falta de energização da tomada e à sujeira ou umidade das velas (eletrodos);
  • o fato de o queimador não acender, que pode ser causado pela umidade ou sujeira dos queimadores ou pela obstrução dos bicos injetores.

Em situações como essas, o recomendado é chamar um técnico ou um profissional da área para que ele descubra de fato quais são as causas e se existe a necessidade de levar o item até uma assistência técnica. No caso de falhas técnicas mais graves ou repetitivas, elas mesmas isoladas já demonstram que trocar o fogão por um novo seria uma solução mais prática e menos trabalhosa. Os sinais mais recorrentes são:

  • consertos repetitivos de uma mesma peça, como a limpeza dos bicos injetores e a troca do fio de energia do fogão, uma vez que o dano possivelmente irá se repetir em breve e causar mais incômodos;
  • a necessidade de levar o eletrodoméstico às assistências técnicas em curtos períodos de tempo, já que a troca por um novo provavelmente compensará mais, tanto financeiramente quanto em relação à comodidade;
  • o tempo de vida útil do item já ter passado, que significa que problemas técnicos e decorrente do uso serão mais frequentes a cada dia;
  • o aumento repentino da conta de luz, que pode se relacionar ao fim de vida útil de um aparelho, inclusive dos fogões;
  • vazamento de gás;
  • o desgaste intenso do eletrodoméstico a tal ponto que ele não consegue suprir as suas necessidades diárias.

De quanto em quanto tempo os eletrodomésticos devem ser trocados?

Cada eletrodoméstico, assim como outros objetos de uma casa, possui um tempo de vida útil. Depois desse período, a eficiência começa a diminuir e pequenos problemas começam a surgir.

Micro-ondas, por exemplo, deve ser trocado a cada 10 anos, já que o motor começa a queimar; a geladeira também dura cerca de 10 anos, mas ela exige que a manutenção esteja sempre em dia, mesmo antes desse período; e as lavadoras e as secadoras de roupas por exemplo, que duram de 8 a 12 anos, desde que a limpeza seja feita regularmente.

Já os fogões e os fornos em geral devem ser trocadas de 10 a 15 anos, caso contrário as bocas dos fogões podem ficar todas entupidas, além de o forno ficar desregulado. Além disso, por se tratar de um eletrodoméstico que envolve gás, eletricidade e ainda fogo, ele deve receber uma atenção maior para que problemas mais graves, como vazamento de gás e incêndios, não ocorram.

Quais são os benefícios ao se trocar de fogão?

Além de ter um eletrodoméstico mais seguro e que elimina riscos à sua saúde e da sua família, ter um fogão novo garante mais praticidade e comodidade no seu dia a dia. Ele também proporciona mais economia, tanto em relação à conta de luz e de gás, quanto em relação ao dinheiro gasto com pequenos concertos.

Também é importante falar que com um fogão novo você consegue deixar o seu dia a dia mais funcional, já que uma variedade de refeições poderão ser preparadas ao mesmo tempo e com rapidez. E claro, não podemos nos esquecer da estética que um eletrodoméstico novo oferece em uma cozinha. O resultado é um ambiente mais moderno e bonito. 

Quais são os malefícios de não trocá-lo no tempo adequado?

Como já mencionamos, todo eletrodoméstico tem um tempo de vida útil. Depois desse período, além de o item não funcionar mais com perfeição, problemas como o aumento da conta de luz e de vazamento de gás podem aparecer.

O primeiro indício de vazamento é o cheiro. É muito perigoso e indica que alguma coisa não está certa com o seu fogão. Ele pode acontecer tanto na área de saída do gás quanto na mangueirinha e no trajeto que o gás faz até chegar na boca do fogão. Ao notar isso, o mais recomendado para evitar incêndios e outros acidentes é fechar o registro e abrir janelas e portas da casa, permitindo que ela fique arejada. Em seguida, saia do local e entre em contato com o seu fornecedor de gás ou com um profissional da área.

É importante ressaltar que tal situação é bastante perigosa. Por isso, para evitar que ela aconteça troque o seu fogão no tempo adequado.

O que deve ser analisado antes de escolher um fogão novo?

Ao realizar a troca de um fogão por outro, é importante conhecer os principais tipos de fogão encontrados no mercado, além de analisar detalhes importantes. O tamanho da sua cozinha, por exemplo, influencia no tamanho do fogão. Se o espaço para o item for pequeno, o recomendado é escolher um modelo de no máximo 4 bocas. Agora se existe um espaço maior, é válido apostar em modelos com 5 bocas.

A frequência, o número de pessoas para quem você cozinha e a variedade de comida que você faz ao mesmo tempo também influencia na escolha. Se você mora sozinho e não tem o costume de cozinhar, um fogão de 2 bocas pode ser o suficiente. Se você faz pouca variedade de comida e não tem uma família grande, os fogões de 4 bocas podem ser ideais. Agora, se você faz vários tipos de comida ao mesmo tempo e ainda serve para sua família ou amigos, prefira modelos com mais queimadores. 

Em lojas, tanto físicas quanto pela internet, é possível encontrar uma extensa variedade de fogões. Os principais tipos são:

  • fogão de piso, caracterizado por ser o mais popular e com a estética mais tradicional, além de normalmente conter um forno acoplado;
  • fogão de embutir, similar ao fogão de piso, mas utilizado especialmente em cozinhas planejadas e em espaços modernos por se tratar de um item acoplado à um balcão e que exige instalação;
  • e fogões de mesa, também conhecidos como cooktops e por terem um design moderno e elegante.

Vale mencionar ainda que o cooktops podem ser a gás, elétricos e por indução. No último caso, ele exige o uso de panelas específicas para funcionarem. Ao mesmo tempo, são mais seguros, especialmente se você tem crianças em casa. Eles são instalados sobre bancadas e também são ótimas opções para cozinhas planejadas.

Agora que você já sabe quando trocar fogão e garantir que a sua cozinha continue equipada, bonita e com eletrodomésticos eficazes, aproveite nossas dicas e atente-se em relação à necessidade de trocar o fogão da sua casa!

Gostou do post? Então veja opções de fogões de qualidade que separamos para você. Até a próxima!

Posts relacionados

12 thoughts on “Dúvidas sobre quando trocar fogão? Confira as respostas aqui!

    1. Nós que agradecemos por deixar seu comentário, Professor André!
      Que bom que conseguimos ajudar, vamos preparar mais conteúdos como esse para mandar por aqui!
      Sempre que precisar pode contar conosco!

    1. Olá, Carlos!
      Nós que agradecemos pelo seu comentário. Estamos sempre atualizando novos conteúdos por aqui, aproveite para se cadastrar em nossa newsletter para receber esses conteúdos em primeira mão por e-mail!

Deixe um comentário